Renato Godinho não é mais presidente do Interporto e entrega carta de renúncia

0
616

Renato Godinho não é mais presidente do Interporto Futebol Clube, conforme anunciado por meio de uma Carta de Renúncia emitida por ele próprio.

Em sua declaração, Godinho descreve a árdua tarefa de presidir o Interporto como uma constante busca por apoio. Ele relata que o único investidor do clube deixou de cumprir com suas obrigações, não pagando a terceira e última parcela dos salários dos atletas que participaram da segunda divisão no ano anterior. Durante mais de cinco meses, Godinho buscou incessantemente o investidor, recebendo promessas vazias e adiamentos, enquanto desembolsava aproximadamente 35.000 reais do próprio bolso.

“Ser presidente do Interporto é viver mendigando ajuda. O nosso único investidor deixou de pagar a terceira e última parcela dos salários dos atletas que jogaram a segunda divisão do ano passado. Me fez ir atrás dele toda semana e sempre, sem negar que iria pagar, me jogando para frente. Isso durou mais de 5 meses. Gastei muito dinheiro (cerca de 35.000) do meu bolso”, destacou.

É enfatizado por Godinho que o Interporto pertence à cidade e não à diretoria, mas sem o devido apoio, torna-se inviável a continuidade das atividades do clube. Ele destaca a grave situação financeira enfrentada pela instituição, com salários atrasados dos jogadores que competiram na Segunda Divisão de 2023, ressaltando a ausência de respaldo durante sua gestão.

Renato Godinho assumiu a presidência do clube em 17 de maio de 2022, com um mandato previsto até 2025. A partir de agora, o vice-presidente Gillian Fraga assume a presidência do Interporto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui