Alvorada corre o risco de perder seis pontos por irregularidade

0
146

O Alvorada pode perder seis pontos no Campeonato Tocantinense depois de ter escalado o jogador Warley, que teria recebido um cartão amarelo na primeira rodada da segunda fase e no mesmo jogo levou outro cartão, só que vermelho direto, acumulando o cartão amarelo.


Como não foi anulado, o atleta teria levado outro nos jogos seguintes e não poderia jogar contra o Gurupi no último sábado. O meia Warlei foi o autor do primeiro gol marcado de pênalti na vitória sobre o Gurupi por 2 a 1, no Estádio Resendão.


O clube vai ser julgado na próxima segunda-feira, às 19 horas, no Italian Palace, em Palmas, pela Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol Tocantinense.


Alvorada
Para o técnico do Alvorada, Gil Fernandes, a notícia pegou a direção do time de surpresa. ?Não estávamos considerando o cartão, já que pensávamos que devido o atleta ter recebido o vermelho seria anulado o amarelo?, disse afirmando ainda que agora, independente de qualquer resultado, o Alvorada terá que conquistar as duas próximas vitórias para garantir a classificação.


Caso a punição se confirme, o líder do campeonato perderá seis pontos. De líder do Grupo C e quase garantido para a fase semifinal, o clube deve cair para terceiro lugar e com a vaga ameaçada, apesar de ainda ter que disputar mais dois jogos – amanhã contra o kaburé, que soma dois pontos e ocupa a quarta colocação e no último jogo em casa contra o Tocantins, segundo colocado com sete pontos.


Registros
Segundo a FTF como um fato rotineiro, o departamento de registros da entidade que controla os cartões estava analisando as súmulas dos jogos e constatou a irregularidade do atleta Warley. Tão logo constatou o fato, a FTF encaminhou uma representação ao Procurador do TJD, Belmiran José de Souza, que denunciou o clube no artigo 214º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva(CBJD)- ?que trata de incluir na equipe ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente?. A pena é a perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição, além de uma multa que varia de R$ 1 mil a R$ 10 mil. Souza encaminhou o processo para o presidente da 2ª Comissão Disciplinar do TJD, Miguel Ângelo de Negri, que nomeou o relator Valmir Vieira (Seladinho), para estudar o processo, que irá julgar o caso na segunda-feira, às 19 horas, no salão de reuniões do Italian Palace Hotel, localizado na avenida Theotônio Segurado.


Outros casos
Além do caso do Alvorada, a competição registrou outros dois incidentes com a mesma irregularidade. Uma do Interporto, com o jogador Sales, o clube portuense perdeu seis pontos e foi rebaixado para a segunda divisão. E o caso do São José, que utilizou os jogadores Leandro e Demoquece, no último jogo da 1ª fase contra o Tocantins e o clube que somava sete pontos – perdeu seis e terminou com apenas um ponto a competição e também foi rebaixado.


 


(Fonte:Jornal do Tocantins)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui