Palmeiras x São Paulo: duelo de gigantes em Ribeirão Preto

0
163

É uma decisão de campeonato! Pelo menos é assim que os jogadores de Palmeiras e São Paulo estão encarando o clássico deste domingo, às 16h, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pelo Paulistão. Faltando apenas cinco rodadas para encerrar a primeira fase da competição, as duas equipes precisam somar pontos em busca de uma das quatro cobiçadas vagas nas semifinais.


Os rivais têm motivos de sobra para acirrar ainda mais os ânimos pela vitória. O Tricolor vem de uma suada vitória por 2 a 1 diante do Barueri, no Morumbi, soma 26 pontos, dois a menos que o líder Guaratinguetá. O Verdão também precisou se desdobrar para derrotar a Ponte Preta pelo mesmo placar, no Palestra Itália, tem 25 pontos, e sonha em terminar a primeira fase na liderança. Mas quem perder corre o risco de sair do G-4 e ficar no sufoco nas quatro últimas rodadas.


Duelos marcam o clássico


Rogério Ceni está pronto para tentar para o ataque do PalmeirasO primeiro grande duelo estará no gol. Rogério Ceni é o símbolo vitorioso do São Paulo, tem uma história de recordes e conquistas, identificação com a torcida e o respeito dos companheiros, diretoria e comissão técnica. Marcos também tem a mesma representatividade no Palmeiras, no qual levantou títulos, chegou a ser titular da seleção brasileira campeã mundial em 2002, com o são-paulino no banco de reservas, e a admiração de todos no Palestra Itália.


Já no banco de reservas estarão dois dos melhores treinadores do futebol brasileiro. Vitoriosos, irriquietos, exigentes e de personalidade forte, Vanderlei Luxemburgo e Muricy Ramalho não aceitam perder nem em jogo de palitinhos. Perfeccionistas, nos clássicos eles gostam de mostrar serviço, usam e abusam do jogo de esconde-esconde na escalação, alteram esquemas táticos e não medem esforços pelos três pontos.


Ingressos esgotados e tabu


Luxemburgo não está preocupado com o tabu diante do São PauloO clássico terá casa cheia em Ribeirão Preto. Os 28,5 mil ingressos estão esgotados e divididos meio a meio entre palmeirenses e são-paulinos. Rogério Ceni entende que o Palmeiras é o favorito por causa dos desfalques e da falta de opções de qualidade no banco de reservas do Tricolor. Mas os números são favoráveis ao time comandado por Muricy Ramalho no Campeonato Paulista.


A última vitória do Palmeiras diante do São Paulo pelo Paulistão aconteceu no longínquo dia 29 de março de 1997. O placar foi 1 a 0, gol de Viola. De lá para cá aconteceram 11 partidas, com dez vitórias do Tricolor e um empate.


– Esse negócio de tabu só importante para a imprensa. Dentro de campo ninguém lembra disso. Eu e a maioria dos jogadores estamos aqui há pouco tempo e o nosso pensamento está somente na partida deste domingo – ressalta Luxemburgo.


Desfalques


Muricy Ramalho tem três desfalques certos. O zagueiro Miranda e o atacante Dagoberto, que receberam o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Barueri, estão suspensos, e Fabio Santos, com lesão muscular, segue em tratamento. Já Adriano, debilitado devido a problemas intestinais, preocupa o treinador, que está satisfeito com o reconhecimento do seu trabalho por parte do técnico Dunga, que voltou a convocar Hernanes e Richarlyson para a seleção brasileira.


A boa notícia é a volta de André Dias à zaga tricolor. O jogador, recuperado de dores musculares, foi liberado pelos médicos e está à disposição de Muricy. Aloísio, que cumpriu suspensão na rodada passada, também retorna.


O meia Carlos Alberto, que fez sua primeira partida como titular contra o Barueri e foi um dos destaques do duelo, tem boas chances de seguir no time.


No Palmeiras, o principal desfalque será o volante Pierre, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A tendência é que Wendel seja o seu substituto. O atacante Lenny também está suspenso, mas por ser considerado um reserva de luxo não preocupa o técnico Vanderlei Luxemburgo.


 
Ficha técnica
Palmeiras x São Paulo
Palmeiras –
Marcos; Élder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro; Wendel, Léo Lima, Diego Souza e Valdivia, Kléber e Alex Mineiro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
São Paulo – Rogério Ceni; Zé Luís, André Dias e Juninho; Joilson, Hernanes, Richarlyson, Carlos Alberto (Júnior) e Jorge Wagner; Borges e Adriano. Técnico: Muricy Ramalho.
Árbitro – Flávio Rodrigues Guerra.
Horário – 16 horas.
Local – Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)




 


(Fonte: Globoesporte.com)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui