Palmas e Araguaína empatam em jogo de quatro expulsões

0
173

Num jogo ruim e confuso, disputado neste domingo, no Estádio Nilton Santos, mesmo atuando boa parte do segundo tempo com dois jogadores a mais diante do Araguaína, o Palmas não teve competência para vencer o adversário. Apesar do péssimo futebol apresentado, a equipe da Capital continua na frente do Araguaína com seis pontos contra cinco do rival e do Tubarão.


A torcida no final do jogo, não só vaiou a equipe, mais pediu a saída do técnico Ernesto Guedes.


No intervalo do jogo, o presidente do clube, Fernando Rezende,  também se mostrava descontente com o time, e disse que a diretoria deverá tomar algumas providências durante a semana, porém, sem entrar em detalhes.


 


Jogo


Se tinha algum time que merecia sair de campo com os três, não tenha dúvida que este time seria o Araguaína, em razão do péssimo futebol apresentado pelo Palmas que em 200 minutos contando o jogo do Juventude semana passada só conseguiu balançar as redes uma vez. E no jogo deste domingo, o prejuízo não foi maior, porque o atacante Michel Platini, do Araguaína, logo no início da partida, chutou um pênalti para fora. No mais, o Araguaína quando esteve em desvantagem no número de jogadores teve duas ótimas chances para marcar no final do jogo, mas seus atacantes desperdiçaram.


 


Arbitragem


Apesar das reclamações dos jogadores e comissão técnica do Araguaína com o árbitro Edivaldo Fonseca (Paraíso) – foi bem e o Araguaína não teve outro atleta expulso, em função do assistente Eldenir Lino Gama e Aldir Lira, ter pipocado na metade do segundo tempo, quando o volante e experiente Nelson Borges agrediu com uma cotovelada no rosto do meia Julhy à frente dele, mas isso só ocorre, pois o atleta do Palmas no lance anterior já havia agredido Nelson. Apesar de o bandeira ter visto ele chamou o árbitro, que só de um cartão amarelo para o jogador Nelson. Nas demais expulsões o árbitro foi perfeito. Agora o jogador Leandro, um dos atletas expulsos deve receber uma pena longa no futebol tocantinense, já que o jogador após ser expulso por agredir o atacante Thiago, empurrou o bandeira Eldenir Gama e o árbitro Edivaldo Fonseca e só foi retirado de campo por meio da Polícia Militar .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui