Futebol tocantinense terá um jogador campeão pela primeira vez na Copinha disputando a final um em cada time

0
390
São paulo (Danilo) x Vasco (Werick) fazem a final no dia do aniversário da cidade de São Paulo (25), no Estádio Paulo Machado de Carvalho
Meia Werick é natural de Gurupi e que já vestiu a camisa do Barcelona – (Foto: Carlos Gregório Júnior/Vasco.com.br)

Danilo (2º à Esq) jogou mais de 70 minutos na vitória do São Paulo contra o Guarani, na vitória são-paulina por 5 x 2

Uma coisa é certa: o Tocantins em suas 19 participações de Copa São Paulo até hoje ainda não conseguiu avançar de fase, mas pela segunda vez terá jogadores em tradicionais clubes do futebol brasileiro fazendo parte do momento mais importante do futebol, que é poder ser campeão e colocar no peito essa medalha. Um jogador tocantinense será campeão pela primeira vez da Copinha, um em cada time.

Em 2015, o garoto Gustavo Tocantins (Gurupi) integrou o Corinthians na conquista da Copinha, portanto, ele foi o primeiro a realizar este feito, assim como Danilo (SP) e Werick (Vasco) poderão também ser campeões. Vale ressaltar que será primeira vez com duas equipes tendo jogador tocantinense em cada clube na decisão.

Na final da Copinha programada para a próxima sexta-feira, 25, às 14h30 (do Tocantins), no Pacaembu entre São Paulo x Vasco, o Tocantins será representado pelo menos em campo por um jogador. Trata-se do meia Werick, natural de Gurupi e que já vestiu a camisa do Barcelona, e que hoje mesmo na reserva do Vasco poderá ter a honra de ser o primeiro jogador tocantinense a conquistar a Copa São Paulo. Werick é uma das promessas do futebol brasileiro e está se readaptando ao Brasil, já que ficou 13 anos morando Espanha.

Os garotos da Colina estão na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Vasco venceu o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3, após empate em 2 a 2 no tempo normal, nesta terça-feira (22/1), na Arena Barueri.

Buritirana
Outro atleta que também pode se consagrar, mesmo não estando em campo, é o jovem de Buritirana, o meia-atacante Danilo. Ele que na semifinal contra o Guarani foi escolhido pelo técnico Orlando Ribeiro para substituir o artilheiro da Copinha, Gabriel Novas, que soma nove gols e estava suspenso.

Danilo jogou mais de 70 minutos na vitória do São Paulo contra o Guarani, na vitória são-paulina por 5 x 2 e teve uma atuação considerada boa, tanto que acertou duas bolas na trave. Mas o atleta de Buritirana acabou levando um cartão amarelo por matar uma jogada de contra-ataque do Guarani e, por isso, recebeu o segundo cartão na Copinha e está suspenso da final, não podendo nem ficar no banco de reservas.

Porém, se o São Paulo for campeão, Danilo escreverá seu nome como o primeiro jogador do Tocantins a ganhar a Copinha (numa decisão que envolve dois clubes com representantes tocantinenses), assim como Werick; ou seja, o Tocantins já fez história na 50ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019. Boa sorte aos dois tocantinenses.

Jarlan e Péricles
Mas não é a primeira vez que o futebol tocantinense chega na final da Copinha. Em 2013, o Goiás decidiu o título contra o Santos, que acabou sendo o campeão, mas o time esmeraldino contava na ocasião em campo com dois jogadores tocantinenses: meia Jarlan, que é natural da cidade de Rio Sono, e o lateral-direito Péricles, natural de Itaguatins.

Naquela final, o time santista venceu o Goiás, por 3 a 1, no Estádio do Pacaembu, na decisão da 44.ª edição do torneio. Veja o time do Goiás que entrou em campo naquela final: Paulo Henrique; Péricles, Felipe, Allef (Arthur) e Mário Sérgio; Rodrigo, Túlio, Liniker e Jarlan (Murilo); Erik e Paulo (Caio). Técnico – Augusto César.

Participação do (Ricanato) – Capital
2018
Ricanato 0 x 0 Osvaldo Cruz
Ricanato 1 x 2 Internacional
Ricanato 0x1 Boa Vista (RJ)

Participação do Capital
2019
Capital/Flapalmas 2 x 3 Corinthians
Capital/Flapalmas 2 x 4 Ituano
Capital/Flaplalmas 1 x 2 Sinop (MT)

Resumo da participação dos times tocantinenses de 2000 a 2019
Jogos: 67
Vitórias:6
Empates: 7
Derrotas:54
Gols Marcados:67
Gols sofridos: 239
Saldo Negativo: 177
Goleadas sofridas: 26
Maior goleada sofrida
2014 – Vitória 12 x 0 Imagine

(Fonte – www.aloesporte.com.br.br)

www.aloesporte.com.br.br

 

www.aloesporte.com.br.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui