Atividades culturais e competição entre canoeiros marcam 2º Festival de Canoagem e Ecologia no Cantão

Turistas e moradores da região participaram de um passeio aberto de canoagem pelos rios e lagos do Parque do Cantão - Crédito da Foto - Aldemar Ribeiro / Governo do Tocantins;
Atividades culturais e competição entre canoeiros marcam 2º Festival de Canoagem e Ecologia no Cantão Fernando Fernandez Foto Aldemar Ribeiro Governo do Tocantins
O atleta paraolímpico Fernando Fernandes marcou presença no evento – Crédito da Foto – Aldemar Ribeiro / Governo do Tocantins;
Atividades culturais e competição entre canoeiros marcam 2º Festival de Canoagem e Ecologia no Cantão Corrida de Canoas Tradicionais na categoria dupla masculina foi uma das mais disputadas do evento Cr  dito da Foto Aldemar Ribeiro Governo do Tocantins
Corrida de Canoas Tradicionais, na categoria dupla masculina, foi uma das mais disputadas do evento – Crédito da Foto – Aldemar Ribeiro / Governo do Tocantins.

Esporte, tradição, lazer e atividades com foco na sustentabilidade, valorização da cultura regional e o respeito pela natureza foram os elementos que nortearam o 2º Festival de Canoagem e Ecologia, que teve como cenário principal o Parque Estadual do Cantão (PEC), localizado na região centro-oeste do Tocantins, entre os municípios de Pium e Caseara.

As atividades do evento aconteceram entre os dias 29 de abril e 1º de maio, e reuniram centenas de turistas e moradores da região. Além de assistir as competições entre canoeiros, os visitantes tiveram a oportunidade também de participar de passeio aberto de canoagem e curtir outros entretenimentos que foram realizados no município de Caseara. “O Festival de Canoagem é uma tentativa nossa de revitalizar as atividades turísticas do Cantão, além de promover o esporte, o ecoturismo e a cultura regional”, disse o supervisor da Unidade de Conservação, Adailton Fernandes Glória.

A programação oficial teve início no último sábado, 29, na sede administrativa do Parque do Cantão, com apresentações culturais e presença de autoridades, turistas e moradores da região. No período noturno, o evento continuou na praça central de Caseara ao som da banda de rock Jabutis Voadores no Cerrado em Chamas. No domingo, 30, cerca de 50 pessoas percorreram 28 quilômetros em canoas de madeira a remo, descendo o Rio do Coco desde o Rancho Fundo até o Porto do Orácio. No trajeto, os integrantes do passeio visitaram o Circuito da Cega-Machado, dentro do Cantão, e fizeram uma pausa para descansar e lanchar. A programação continuou a noite com apresentações culturais e show de forró.

Já no dia 1º de maio, no Porto Orácio de Caseara, o esporte foi o protagonista da vez. No período da manhã, um campeonato de vôlei agitou as areias do município. Mais tarde, por volta das 10 horas, foi dada a largada para a aguardada Corrida de Canoas Tradicionais, nas categorias individual, dupla e feminina. Neste ano, o atleta paraolímpico Fernando Fernandes (ex-participante do Big Brother Brasil (BBB)) marcou presença no evento e gravou matéria para o seu quadro Desafio Sem Limites do programa Esporte Espetacular da TV Globo.

Exemplo

Repleta de emoção e força, a corrida de canoas de madeiras a remo na região do Cantão é um marco na tradição dos povos ribeirinhos. Exemplo disso é a história de dona Verdiz Pereira da Silva, 77 anos, que disputou pela segunda vez a prova na categoria feminina individual. “A gente tem que ter coragem, senão não entra na disputa. Tenho uma chácara na beira do Rio do Coco e há mais de vinte anos que vou para ela na minha canoinha de pau. Isso é a razão que me motiva a competi nesse evento maravilhoso, não poderia jamais ficar de fora de algo tão importante para a minha cidade e que exalta tanto a nossa cultura”, concluiu.

O 2º Festival de Canoagem e Ecologia do Cantão foi realizado pelo Governo do Tocantins, Instituto Araguaia e Prefeitura de Caseara. O parque é administrado pelo Naturatins e faz a divisa entre três biomas: Cerrado, Pantanal e Floresta Amazônica. O Cantão é um dos últimos redutos do planeta que conserva uma biodiversidade tão grande de animais e plantas. As suas particularidades o tornam uma das áreas naturais mais importantes do mundo. (Jesuino Santana Jr/Governo do Tocantins)